Dumont Contabilidade, Contabilidade Digital, Contabilidade em Toledo
Blog
Abrir Empresa com Nome Sujo

Posso abrir uma empresa com o nome sujo? Veja dicas

O sonho de empreender muitas vezes encontra limitações, como o fato de o empresário por algum motivo ter seu nome inscrito em órgãos de proteção ao crédito. Nessas horas surge a dúvida, é possível abrir uma empresa com o nome sujo?

Vamos entender melhor como funciona, suas limitações e também estratégias para quem está querendo empreender.

Leia Também
Guia Completo Simples Nacional
Guia Completo MEI
Guia Completo para Abrir sua Empresa

Posso abrir uma empresa com o nome Sujo?

Uma dúvida comum para empresários é: “Posso abrir empresa com nome sujo?” A resposta é Sim. O fato de ter pendencias financeiras não impede que a pessoa possa empreender.

Entretanto é importante saber que existem alguns desafios nessa jornada. Por isso preparamos várias dicas para quem quer abrir seu próprio negócio.

Limitações para Abrir Empresa com Nome Sujo

Embora seja possível abrir empresa com nome sujo, é importante estar ciente das limitações que podem surgir devido às restrições no CPF.

Abertura de Conta Corrente Empresarial:

Alguns Bancos podem se negar a abrir conta corrente para empresas cujos proprietários têm o nome sujo.

Não se deixe abalar por isso, pois a grande maioria dos bancos digitais não possuem esta restrição.

Crédito Empresarial:

Obter crédito para o negócio pode ser mais desafiador. Instituições financeiras geralmente verificam o histórico de crédito do proprietário ao avaliar pedidos de empréstimos empresariais.

Com isso a obtenção de cartão de crédito empresarial, limite de conta e empréstimos será uma tarefa árdua.

Relacionamento com Fornecedores:

É possível que também se tenha restrição na compra parcelada com alguns fornecedores.

 

Existem limitações para abrir uma empresa com o nome sujo, mas é plenamente possível considerando essas dicas.

Dicas para Quem Vai Abrir Empresa com Nome Sujo

Abrir empresa com nome sujo traz seus desafios, mas algumas dicas práticas podem ajudar a empreender com mais segurança:

Separação das Finanças Pessoais e Empresariais

É fundamental manter as finanças pessoais e empresariais separadas. Isso ajuda a construir um histórico financeiro sólido para a empresa, independentemente do CPF do proprietário.

Isso significa na prática que todas as contas da empresa devem ser pagas na conta da empresa, e as despesas do sócio em sua conta corrente particular. O mesmo serve para as receitas.

Fluxo de Caixa

Uma gestão financeira cuidadosa é essencial. Utilize um software, ou planilhas de Excel para controlar as contas a receber e a pagar.

Com isso você terá um controle sobre os dias que terá mais dinheiro no caixa e assim programar melhor as finanças.

Negociação com Fornecedores

Negociar com fornecedores deve ser algo levado a sério. Com restrição de crédito, a arte de negociar será sua aliada. Pagamentos parte antecipado, parte parcelado pode ser uma estratégia.

Outra dica é se um dia houver um problema financeiro com a empresa, negocie a data de pagamento com o fornecedor. As pessoas prezam pela honestidade e pela disposição em efetuar os pagamentos.

O dinheiro da empresa pode ser bloqueado?

Um ponto de preocupação comum é a possibilidade de bloqueio do dinheiro da empresa devido a dívidas pessoais do empresário. É importante entender como isso funciona:

Serasa/SPC: Aqui estamos falando em uma restrição apenas administrativa, sem uma ação judicial. Neste caso não é possível o bloqueio do dinheiro da pessoa, muito menos da empresa.

Ação Judicial: Nos casos em que existe uma ação judicial de cobrança, pode existir esta possibilidade. Digo possibilidade porque deve primeiro ser cobrado o individuo e só então a empresa.

Ainda existe toda uma questão legal onde é possível afastar estes bloqueios devido a separação entre empresa e pessoa física.

Riscos de Abrir Empresa em Nome de Familiar

Uma alternativa frequentemente considerada por quem deseja abrir empresa com nome sujo é registrar o negócio em nome de um familiar ou amigo. Embora possa parecer uma solução prática, essa abordagem traz grandes riscos.

Responsabilidade Legal

Registrar a empresa em nome de outra pessoa faz com que essa pessoa se torne legalmente responsável pelo negócio, incluindo dívidas e obrigações fiscais.

Relacionamento Pessoal

Misturar negócios com relacionamento pessoal pode levar a conflitos e mal-entendidos, especialmente se a empresa enfrentar problemas financeiros ou legais.

Limitação de Controle

Como o negócio não está legalmente sob o seu nome, você terá limitações para abrir conta em banco, assinar contrato entre outros.

Transferência de Propriedade

Aqui podemos elencar problemas como o falecimento do “sócio”, o que implicaria em perder totalmente o controle do negócio.

E caso a empresa de certo e a pessoa não queira transferir para você depois? Acreditem, acontece.

Comprovação de renda

Como a empresa não está no seu nome você não consegue comprovar renda nenhuma, o que pode dificultar ainda mais a situação de quem possui alguma restrição.

Dívidas da Empresa vs. Dívidas dos Sócios

Ao abrir empresa com nome sujo, é fundamental compreender a separação entre as dívidas pessoais e as dívidas da empresa.

A escolha do tipo de empresa a ser aberta tem impacto direto nesse tema. Existem tipos diferentes de empresa que mudam a relação entre separação das dívidas do sócio, com as da empresa.

Responsabilidade Limitada:

Em estruturas empresariais como a sociedade limitada (Ltda.), as dívidas da empresa são separadas das dívidas pessoais dos sócios.

Isso significa que as dívidas da empresa não interferem nas do sócio e vice-versa. Isso não é uma regra absoluta. Para entender melhor sobre este tipo de empresa veja nosso guia sobre Ltda

Empresário Individual

Aqui não existe a separação entre as dívidas da empresa e dívidas do sócio. Por este motivo o melhor caminho é abrir uma Limita.

A restrição fica para as empresas constituídas como MEI, que somente podem ser abertas como empresário individual.

CPF Irregular vs. Nome Sujo

Entender a diferença entre ter um CPF irregular e um nome sujo é crucial para quem deseja abrir empresa. Esses termos são normalmente utilizados juntos, mas tem significado totalmente distinto.

Nome Sujo: Refere-se à situação em que o nome do indivíduo está listado em serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, mas não impede legalmente a abertura de uma empresa.

CPF Irregular: O CPF irregular é uma situação que ocorre na Receita Federal por a pessoa não ter feito uma declaração de imposto de renda, quando estava obrigado. O CPF Irregular pode impedir a abertura de um CNPJ e também restringir abertura de conta entre outros.

Condições que Impedem a Abertura de Empresa

Embora abrir empresa com nome sujo seja possível, existem certas condições sob as quais a abertura de uma empresa pode ser mais complicada ou até mesmo impedida. É importante estar ciente destas condições:

Possuir um MEI: Uma das regras para os micro empreendedores individuais é que eles podem ter apenas este CNPJ, não podendo sequer abrir filiais.

CPF Irregular: Como dissemos anteriormente caso a pessoa tenha o CPF Irregular ele pode ficar impedido de abrir um CNPJ.

Concursados: Dependendo do concurso público que a pessoa foi contratada, pode ter a vedação de ser sócio ou administrador de outras empresas.

Conclusão

Abrir empresa com nome sujo é, sem dúvida, um desafio, mas não é um obstáculo intransponível. Com as dicas deste artigo sua jornada pode ser muito mais fácil.

Lembre-se: abrir empresa pode ser o primeiro passo para uma nova fase de sucesso e crescimento profissional. Com determinação e o suporte certo, o caminho empresarial está aberto a todos.

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Fale com um Consultor por WhatsApp Agora!

Compartilhe

Assine nossa newsletter

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Faça uma consultoria Gratuita com nossos especialistas!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp