Dumont Contabilidade, Contabilidade Digital, Contabilidade em Toledo
Blog
Imposto para Advogados

Imposto para Advogados. O Guia Completo

Imposto para Advogados não precisa ser uma dor de cabeça. Neste artigo, abordaremos os principais aspectos relacionados a imposto para advogados, incluindo obrigações tributárias, enquadramento fiscal e estratégias de planejamento tributário

 

Imposto para Advogados Autônomos

Para começar, vamos abordar os principais aspectos tributários para advogados autônomos. Discutiremos a tributação pelo Imposto de Renda, a incidência do ISSQN e a importância do registro como autônomo no município.

 

IRPF

Como advogado autônomo, você estará sujeito à tributação pelo Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O IRPF é calculado com base em uma tabela progressiva, que consiste em alíquotas que aumentam conforme a faixa de renda.

Base de cálculo

Alíquota

Dedução

Até R$ 2.112,00

--

De R$ 2.112,01 até R$ 2.826,65

7,50%

R$ 158,40

De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05

15,00%

R$ 370,40

De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68

22,50%

R$ 651,73

Acima de R$ 4.664,68

27,50%

R$ 884,96

  • Rendimentos previdenciários isentos para maiores de 65 anos: R$ 1.903,98
  • Dedução mensal por dependente: R$ 189,59
  • Limite mensal de desconto simplificado: R$ 528,00

 

A tributação do Imposto de Renda pode gerar um custo tributário de até 27,50% (vinte sete e meio por cento) de toda a sua receita.

Ou seja, ao optar por esta forma de tributação, quase 1/3 (um terço) da sua receita pode ir para o fisco a título de Imposto de renda

 

ISS

Além do Imposto de Renda, para atuar como advogado autônomo, é necessário registrar-se no seu município como autônomo e recolher o ISS (Imposto sobre Serviço).

O ISS é calculado através de um percentual que varia de 2% a 5% sobre a receita estimada do advogado. Este imposto é pago de forma mensal.

 

Imposto para Advogado Pessoa Jurídica

Lucro Presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário comumente utilizado por escritórios de advocacia como parte do seu planejamento tributário.

Nesse regime, a empresa paga um percentual sobre o faturamento. Além disso, No Lucro Presumido, os impostos são recolhidos em guias separadas, diferentemente do Simples Nacional, em que o recolhimento é unificado em uma única guia.

Os impostos que devem ser pagos no Lucro Presumido são:

  • PIS (0,65%)
  • Cofins (3,00%)
  • ISS (3,00%, podendo variar de acordo com o município)
  • CSLL (2,88%, recolhido trimestralmente)
  • IRPJ (4,80%, recolhido trimestralmente)
  • Totalizando 14,33% sobre o faturamento.

 

Além dos impostos sobre o faturamento, também é necessário recolher impostos sobre a folha de pagamento, sendo eles:

  • INSS retido do pró-labore (11,00%)
  • INSS patronal (20,00%)
  • FGTS (8,00% se tiver funcionário).

 

Simples Nacional

O Simples Nacional oferece a vantagem de uma carga tributária progressiva, ou seja, quanto menor o faturamento do escritório, menor será a alíquota aplicada. Essa progressividade proporciona uma economia tributária significativa para os advogados que estão iniciando seus escritórios ou possuem um faturamento menor.

A Atividade de Advocacia está enquadrada no Anexo IV do Simples Nacional, sendo que o imposto a ser pago sobre o Faturamento Inicia em 4,5% e aumentando conforme sobe o faturamento.

As atividades enquadradas no Anexo IV tem o menor imposto sobre faturamento, outras atividades iniciam com uma carga de 6%. Entretanto as empresas têm que fazer um recolhimento adicional de INSS (20%) sobre a folha de salários, além dos 11% retidos na folha.

Para efeito de comparação fizemos algumas simulações

 

Simulação

Faturamento

Simples Nacional

INSS (11% Ret. +20%)

Total

R$ 5.000,00

R$ 225,00

R$ 409,20

R$ 634,20

R$ 10.000.00

R$ 450.00R$ 409.20

R$ 859,20

R$ 15.000,00

R$ 675,00

R$ 409.20

R$ 1.084,20

R$ 20.000.00

R$ 1.125,00

R$ 409.20

R$ 1.534,20

R$ 30.000,00

R$ 2.025,00

R$ 409.20

R$ 2.434,20

  • A simulação foi feita com um pró-labore de 1 salário mínimo.
  • Para saber o valor real dos seus custos fale com um de nossos especialistas.

 

MEI

O MEI é uma forma simplificada de registro para pequenos empresários, com limites de faturamento anual e benefícios tributários específicos. No entanto, de acordo com a Lei Complementar nº 123/2006, atividades que envolvam prestação de serviços advocatícios não podem ser enquadradas como MEI.

Dessa forma, advogados devem seguir as normas estabelecidas pela OAB e adotar outras formas de registro empresarial adequadas para exercer a profissão legalmente.

 

Planejamento Tributário

A Dumont Contabilidade é uma empresa especializada em planejamento tributário para advogados. Com expertise no setor jurídico, nós oferecemos serviços personalizados para auxiliar os advogados a otimizar sua carga tributária.

Através da análise detalhada das particularidades de cada escritório, identificamos as melhores estratégias de dedução de impostos, escolha do regime de tributação mais vantajoso e aproveitamento de benefícios fiscais específicos para a área da advocacia.

Fale com um de nossos consultores e veja como podemos ajudar a sua empresa.

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Fale com um Consultor por WhatsApp Agora!

Compartilhe

Assine nossa newsletter

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Faça uma consultoria Gratuita com nossos especialistas!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp