Contabilidade em Toledo - Dumont Contabilidade
Blog
Fisioterapeuta Autônomo

Fisioterapeuta Autônomo ou PJ. Como Reduzir os impostos.

Fisioterapeuta Autônomo ou Pessoa Jurídica? Esta é uma dúvida muito comum ao começar a atuar, e qual a melhor forma de Reduzir seus Impostos, ou seja, regularizar seus ganhos como Pessoa Física (Autônomo) ou como Pessoa Jurídica.

 

Tributação para Fisioterapeuta Autônomo

Quando se fala em Fisioterapeuta Autônomo, saiba que os seus ganhos são tributados pelo Imposto de Renda, de acordo com a Tabela Progressiva do IRPF, que pode gerar um custo tributário de até 27,50% (vinte sete e meio por cento) de toda a sua receita.

Ou seja, ao optar por esta forma de tributação, quase 1/3 (um terço) da sua receita pode ir para o fisco a título de Imposto de renda.

 

 Tabela Progressiva do Imposto de Renda

Base de cálculo Alíquota Dedução
de 0,00 até 1.903,98 isento 0,00
de 1.903,99 até 2.826,65 7,50% 142,80
de 2.826,66 até 3.751,05 15,00% 354,80
de 3.751,06 até 4.664,68 22,50% 636,13
a partir de 4.664,68 27,50% 869,36

 

Tributação para Fisioterapeuta Pessoa Jurídica

Uma alternativa ao trabalhar como fisioterapeuta autônomo, é atuar como Pessoa Jurídica com CNPJ e assim reduzir seus impostos, estando em dia com a Receita Federal.

Ao atuar como pessoa Jurídica, existem formas de reduzir seus impostos, através de um planejamento tributário, que analisa todos os fatores da sua empresa para diminuir a carga tributária e evitar problemas com o fisco.

 

Simples Nacional

A Atividade de fisioterapia é permitida no simples nacional, mas o percentual de imposto que você irá pagar depende de uma regra entre Faturamento e o Salário declarado dos sócios. Esta Regra é conhecida como Fator “R”.

O Fator “R” é uma regra criada pela Receita Federal, que permite uma tributação menor quando a folha de pagamento é Igual ou maior a 28% do faturamento.

Dito isso, dependendo do seu faturamento o Simples Nacional pode ser o melhor regime tributário para sua empresa.

Caso a folha de Pagamento seja igual ou superior a 28% do Faturamento, a empresa se enquadra no Anexo III do Simples Nacional, com uma alíquota reduzida que inicia em 6% sobre o faturamento e aumenta gradualmente conforme a receita aumenta.

Caso não se enquadre nesta regra, ela se enquadra no Anexo V, que inicia com um imposto de 15,5% sobre o faturamento, também subindo gradativamente conforme a receita da empresa.

Além dos impostos sobre o faturamento, devem ser recolhidos os seguintes Impostos sobre a Folha de Pagamento

  • INSS Retido do Pró-Labore (11%)
  • Imposto de Renda Sobre o Pró-Labore e Salários (o Percentual Varia de acordo com o Salário/Pró-Labore)
  • FGTS (8,00% Se tiver Funcionário)

 

Lucro Presumido

O Lucro presumido é um regime tributário mais complexo e a empresa já inicia pagando 14,33% sobre o faturamento, sendo que os impostos são pagos em guias separadas (diferente do simples onde o recolhimento é unificado em uma única guia), sendo os seguintes.

  • Pis (0,65%)
  • Cofins (3,00%)
  • ISS (3,00%, podendo variar de acordo com o município)
  • CSLL (2,88%, Recolhido Trimestralmente)
  • IRPJ (4,80%, Recolhido Trimestralmente)
  • Total 14,33% sobre o faturamento.

Além dos impostos sobre o faturamento, devem ser recolhidos os seguintes Impostos sobre a Folha de Pagamento

  • INSS Retido do Pró-labore (11,00%)
  • INSS Patronal (20,00%)
  • FGTS (8,00% Se tiver Funcionário)

 

Simulação

Para efeito de Comparação, fizemos uma simulação entre o Simples Nacional e Lucro Presumido, com um faturamento médio de R$ 20.000,00.

Tributo

Simples Nacional

Lucro Presumido

---

Faturamento Médio Mensal

R$ 20.000.00 R$ 20.000.00
Das (Anexo III Fator ‘R’ – 7.30%)R$ 1.460.00R$ 0.00
Pis/Cofins/IRPJ/CSLL/ISS (14.33%)R$ 0.00R$ 2.866.00
---

Folha de Pagamento

R$ 5.600.00

R$ 1.320,00

INSS (11%)R$ 616.00

R$ 145,20

INSS Patronal (20%)R$ 0.00

R$ 264,00

Imposto de Renda (IRRF)R$ 501.24R$ 0.00
---

Total

R$ 2.577.24

R$ 3.275,20

  • A simulação foi feita com uma base de faturamento de R$ 20.000,00, porém para saber o melhor enquadramento de sua empresa fale com nossos consultores.
  • A simulação foi feita com um Pró-Labore de R$ 1.212,00 para o presumido, mas caso fosse equiparado ao R$ 5.600,00 da simulação feita para o Simples Nacional a diferença nos impostos seria ainda maior.

 

Disponibilizamos Gratuitamente um simulador comparando os impostos trabalhando como Fisioterapeuta Autônomo, Simples Nacional e Lucro Presumido que você pode acessar CLICANDO AQUI!

 

E agora como abro minha empresa?

Na Dumont Contabilidade somos especialistas em clínicas de fisioterapia, conte conosco para te ajudar nessa jornada empreendedora.

Se tiver alguma dúvida, disponibilizando um passo a passo de como abrir sua empresa, que você pode acessar AQUI!

Ainda ficou com alguma dúvida?

Fale com nossos contadores hoje mesmo e eles vão te dar uma consultoria Gratuita de todo passo a passo para você começar a Empreender e Economizar Impostos.

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Fale com um Consultor por WhatsApp Agora!

Compartilhe

Assine nossa newsletter

Tem dúvidas de como abrir sua empresa?

Faça uma consultoria Gratuita com nossos especialistas!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp